quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Resenha: Will & Will – John Green e David Levithan


Título: Will & Will
Autor(a): John Green
Editora: Galera
Ano: 2014      
Páginas: 354
Nota: 3/5
Comprar: Saraiva    Submarino


   Sou aquele tipo de pessoa que se John Green escrever algo (até se for uma lista de compras) eu lerei e li esse livro exatamente por isso. Quando comecei a ler não sabia muita coisa sobre a história, apenas que os personagens tinham o mesmo nome e era um romance homossexual, tentei saber o mínimo possível, já que nunca tinha lido algo parecido e queria me surpreender.
   tiny: Alguém morreu?   eu: Sim, eu   ele sorri outra vez.   tiny: bem, então... bem-vindo à vida após a morte.
   Nesse livro conhecemos dois personagens que compartilham exatamente o mesmo nome: Will Grayson e é apenas isso o que ele tem em comum. Um é o melhor amigo de um extravagante e enorme gay e o outro é um garoto depressivo que tem medo de contar que é gay.


   Um personagem que rouba toda a cena é Tiny, o amigo gay de Will Grayson. Ele é descrito como enormemente gordo e me pareceu ser a melhor pessoa para ter sempre perto. Tiny se apaixona por qualquer um e é extremamente sentimental, egocêntrico, sensível e como ele mesmo diz: FABULOSO. Às vezes até um pouco egoísta, mas tenta fazer de tudo para ver as pessoas ao seu redor felizes. Tiny está produzindo um musical sobre sua própria história (existe algo mais egocêntrico que isso?) e o livro termina com a sua estreia.
   Tiny se apruma na correria e anuncia:   - Tiny Dancer é sobre educação e conscientização.   - Certo - diz Gary, sarcástico. - educar e conscientizar a todos sobre Tiny Cooper.

    Nunca tinha lido nada com personagens homossexuais e confesso que foi um pouquinho estranho, mas Tiny é tão apaixonante que me acostumei rápido. A história é bem leve e bem gostosinha de ler, porém não gostei muito.
   Achei a história um pouco sem graça, com personagens chatinhos, uma das únicas coisas que salvaram mesmo foi Tiny. A história como disse é gostosinha de ler, mas não é uma boa história. Por ser um livro do John, esperava mais.
   Estar em um relacionamento, isso é algo que você escolhe. Ser amigo, isso é simplesmente algo que você é. - Tiny pág. 293