segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Primeiras impressões: Dez coisas que aprendi com o amor


  Oiiiee gente, Recebi um email da Novo Conceito falando sobre um de seus novos lançamentos do mês de agosto. Dez coisas que aprendi sobre o amor é o livro de estreia da Sarah Butler. Eles me enviaram uma ''degustação'' do livro para que eu falasse sobre ele. 
   Li a sinopse que me enviaram e confesso que não fiquei muito animada, mas li mesmo assim, já que os livros da editora são sempre muito bons e por ela ser uma das minhas editoras preferidas. Terminei a leitura alguns minutos depois e simplesmente amei!!

Sinopse 
A história fala sobre duas pessoas completamente diferentes e, ao mesmo tempo, que completam-se: Daniel, um mendigo que lista diariamente os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu; e Alice, que não se sente à vontade entre a família que a cerca e também tem sua lista, de coisas que a tornam feliz ou triste. O que eles tem em comum, devem estar me perguntando? O amor, é claro, esse sentimento que se torna um dos personagens principais, presente em toda a história.

   A degustação foi de apenas 28 páginas, então não para saber muito o que aconteceu ou o que vai acontecer. O que dá para perceber é que a história é narrada por um homem (Daniel, o nome dele não foi citado na história, mas suponho que seja ele por causa da sinopse) e uma mulher (Alice). Ele, um mendigo de mais ou menos 60 anos, que tem uma filha que nunca conheceu. Ela, uma jovem mulher que não se encaixa em sua família. 

  A narrativa de Daniel é dirigida para alguém (que eu deduzo ser a sua filha), como se fosse uma carta.
Eu lhe envio um cartão de aniversário todos os anos. Não sei o dia exato, mas posso fazer uma boa estimativa. A coisa mais difícil é o envelope: todo aquele espaço em branco. Escrevo seu nome — tenho isso, ao menos —, mas não tenho o endereço. Coloco-o numa caixa do correio e sonho, nessas noites, com o envelope sendo colocado numa caixa de correio e você se aproximando dela. (pág. 28)
    Outra coisa bem legal nesse livro é que quando a história passa de um personagem para o outro tem uma lista com 10 itens, por exemplo ''Dez coisas que direi para meu pai''. O que nos ajuda a ter uma ideia do que vai ser abordado em cada parte.
    Além de falarmos as nossas primeiras impressões sobre o livro, a editora nos lançou um desafio, para já entrarmos no clima do livro: Listar dez coisas que aprendemos com o amor. Eu tenho apenas 16 anos, então não sei NADA sobre o amor (rs...), mas vamos lá!

Dez coisas que sei sobre o amor

1. Ele chega quando você menos espera.
2. O amor nos deixa cegos.
3. Se for verdadeiro não acaba.
4. O amor mais sincero e verdadeiro é o de uma mãe.
5. O amor é demonstrado por pequenos gestos.
6. Você é capaz de fazer qualquer coisa para a pessoa que ama.
7. Existe muitos tipos de amor, cada um com a sua intensidade. (amor de fã, amor pelos animais, etc.)
8. O amor pode ser perigoso.
9. As mais belas histórias são sempre sobre o amor.
10. O amor é lindo!

Gostaram do livro? Eu já estou mega ansiosa para ler o resto da história!
Beijinhooss