segunda-feira, 20 de julho de 2015

Entrevista: Autora Dáfne Freitas

Oiie, hoje trago pra vocês a entrevista com a nossa parceira Dáfne Freitas! Tem um post falando sobre ela e o seu livro e se quiser ver clique aqui.

1. Como você percebeu que o seu destino era ser escritora?
Na verdade eu nunca tive a pretensão de ser escritora. Sempre gostei de contar histórias, e muitas pessoas me incentivaram a escrever. Aí acabei aderindo à ideia! =)

2. De onde surgiu a motivação para ser escritora? Algum escritor ou livro te influenciou? 
Minha principal motivação foi a história que eu tinha pra contar. Eu acreditei nela, principalmente. De início não imaginava nada disso, até que um dia um conhecido me disse que era uma história boa, e que eu devia organizar as ideias num livro. E foi assim que eu decidi escrever. Eu diria que também tive influência de escritores e livros que eu gosto, mas não foi um fator decisivo para que eu tomasse a decisão de escrever, foi mais uma inspiração, um modelo a seguir.

3. De onde vêm seus personagens? São inspirados em pessoas reais ou foram criados por você?
Meus personagens são uma loooonga história! rsrs Quando mais jovem, eu costumava jogar RPG com algumas amigas, mas não gostava dos cenários e regras pré-estabelecidos dos jogos que existem. Então, eu decidi criar TUDO! Criei um cenário que eu pudesse moldar ao meu bel prazer, criei personagens e raças que não existem, criei regras... E foi daí que surgiram esses personagens do livro. Carol, Si e Bruna eram as minhas amigas, que jogavam RPG comigo, outros são homenagens a amigos meus que participaram da minha vida em algum momento, e outros ainda, eu criei simplesmente. =)

4. Por que você gosta de escrever?
Porque amo contar histórias. Qualquer coisa vira um "causo" comigo. =) 

5. Quais são seus livros e autores preferidos?
São muitos! rs Mas os meus preferidos ever são: J K Rowling (Harry Potter é incrível, e ela foi uma das autoras que mais me inspirou!), Patrick Rothfuss (descobri recentemente, ele é in-crí-vel! Escreveu o Nome do Vento e O Temor do Sábio, que são livros sensacionais pra mim), Monteiro Lobato (amo as Reinações de Narizinho, era um dos meus livros preferidos desde pequena), Antoine de Saint-Exupéry (o Pequeno Príncipe é um clássico... sem comentários), Lewis Carrol (amo as aventuras da Alice, e toda a loucura daquele mundo pode ser muito mais lúcida do que a nossa realidade), Eduardo Spohr (gostei muito da Batalha do Apocalipse e do Filhos do Éden, achei que ele conseguiu escrever dois livros no mesmo universo sem usar os mesmos recursos, e isso é muito bom porque vejo muitos autores que caem sempre no mesmo B-A-BA quando tentam escrever mais de um livro num mesmo cenário). 

6. O que você mais gosta nas suas histórias?
Difícil... rs Gosto muuuuuuuuuuuuuuuito dos personagens. Acho que são cativantes, envolventes. Além disso a história em si é muito gostosa de ler. É fácil, prende o leitor, é leve e ao mesmo tempo remete à reflexões sobre a nossa vida. É possível traçar paralelos entre os acontecimentos do livro e a realidade.

7. O que afetou na sua vida começar a escrever? 
Muita coisa! Estou achando o máximo ser procurada por pessoas interessadas no meu livro, porque é uma coisa que eu nunca imaginei! Receber o retorno das pessoas que leram, dizendo que gostaram, que estão ansiosas pelo segundo livro é muito empolgante! E fora os casos em que as pessoas não costumavam ler e, de repente, leram meu livro em 2 ou 3 dias e agora estão interessadas em outras leituras! É emocionante saber que fiz parte desse "despertar" para a leitura. Estou trabalhando muito mais, porque agora além do meu trabalho "normal" ainda tenho o meu trabalho com o livro (que estou adorando fazer)! É um pouco cansativo, mas quem corre atrás do próprio sonho não cansa, não é verdade?

8. Você gostava de ler e escrever na infância/adolescência?
Ler sim, eu lia bastante. Quanto a escrever, eu sempre fui muito crítica com o que escrevia, então não gostava muito.

9. Você já tem livros publicados?Se sim, quais foram as maiores dificuldades encontrada para publicá-lo(s)? 
Não tive. Esse é o meu primeiro livro, e foi bem difícil publicar. Levei mais de 1 ano e meio até conseguir uma oportunidade pela TLB. 

10. Dizem que os personagens têm muito do autor. Qual dos seus personagens tem mais de você? Por que? 
Acho que todos tem um pouco de mim. Eu não saberia dizer qual deles se parece mais comigo, mas posso mencionar qual qualidade ou defeito cada um herdou de mim... rs
Sou tão teimosa quanto a Carol, posso ser tão responsável e política quanto a Si, sou irônica e birrenta como a Zira, tenho um autocontrole impecável como a Bruna, assumo muitas responsabilidades e prezo muito a honra e lealdade como o Héricles, sou insegura como o Beto, meio nerd como o Ambaris, e tenho o mesmo senso de liderança do Nova. =)
11. Quais dicas você dá para quem quer iniciar a carreira de escritora?
Leia muito, em primeiro lugar. Isso vai te abrir as portas da imaginação, além de te dar vocabulário e parâmetros pra se auto-avaliar. TENTE se organizar (se você for como eu, não vai conseguir, mas é sempre bom tentar pelo menos, rs). Tenha paciência, se pretende escrever uma série de livros, principalmente, paciência será essencial. Fique atento aos detalhes do livro, explore melhor as cenas que escrever. Escreva, e reescreva, e reescreva... e PARE. Uma hora você vai ter que saber o momento de parar de fazer correções. Vai ter que perceber quando a história está pronta, e quando chegar esse momento NÃO MEXA MAIS NO ARQUIVO, ou nunca vai terminar. Acho que esses são os pontos mais importantes. E boa sorte! ;)

Gostaram de conhecer um pouquinho mais sobre a Dáfne?Eu amei!
Beijinhooosss